Você é um atleta de verão?

///Você é um atleta de verão?

Praticar exercícios físicos em excesso e sem orientação médica pode provocar problemas cardíacos e lesões

Por Camile Triska

Os dias mais longos do verão são um incentivo para praticar exercícios físicos. E quando o assunto é caminhar ou correr, os parques são os lugares preferidos dos esportistas de verão. Porém, é necessário ter alguns cuidados, pois o exercício em excesso e sem orientação médica pode causar problemas cardiológicos e lesões musculares.

De acordo como o cardiologista do Hospital Nossa Senhora das Graças, Alexandre Alessi, as atividades exigem uma boa saúde e integridade cardiovascular. “Muitas pessoas podem ter alguma doença e não sabem, correndo o risco de sofrerem complicações. Por isso, é prudente procurar um especialista”, alerta.

Para evitar preocupações, o cardiologista recomenda aos sedentários de inverno e, agora, atletas de verão, considerar a capacidade física e a modalidade do esporte que será realizada. “O ideal é começar com uma atividade aeróbica de 30 minutos diária, verificando sempre se há sintomas de cansaço. O uso de frequencímetros ou monitores de frequência cardíaca pode ajudar”, explica.

O cardiologista ainda faz uma ressalva. “A consulta médica também é necessária. Assim, podemos analisar a história clínica do paciente e solicitar os exames: físico completo, eletrocardiograma, teste ergométrico e ecocardiograma color dopller”.

Quando realizada com moderação e com acompanhamento médico, as atividades podem diminuir os riscos de doenças e proporcionar bem-estar. “Após a constatação que está tudo bem com o esportista de verão, ele vai adotar uma programação, um cronograma progressivo e, também, terá saúde, disposição, motivação e autoestima”, enfatiza o médico.

Lesões musculares
Entretanto, não é para sair correndo após a liberação do cardiologista. Se não forem respeitadas as características de cada um, o exercício pode resultar em desgaste físico e lesões. “Entorses de tornozelo e joelho, as famosas ‘torcidas’ são as lesões mais comuns dos atletas de verão. Distensões musculares e dores na coluna também são recorrentes”, conta Renato Raad, ortopedista do Hospital Nossa Senhora das Graças.

O alongamento é essencial antes e depois de qualquer exercício físico. “A pessoa deve, também, ter orientação para que não cometa excessos ou caminhe despreparada em terrenos irregulares ou íngremes”, orienta o ortopedista.

Em caso de lesão, mesmo que pequena, deve-se procurar o médico, já que distensões podem prejudicar para sempre alguma parte do corpo. “É possível ocorrer lesões na cartilagem, ligamentos e fraturas, que se não forem diagnosticadas e tratadas corretamente, acarretam problemas mais graves”, ressalta Renato Raad. O médico salienta que a prática de exercícios físicos regulares e com orientação é a melhor prevenção contra dores e lesões.

 

 

Camile Triska é jornalista e editora do Curitiba de Graça.

2019-05-21T17:43:27-03:00 21 dezembro - 2018 |0 Comentários

Deixe uma resposta