Companhia teatral fará curta temporada no Guairinha. Ingressos promocionais antecipados estão à venda na bilheteria

Foto: Elenize Dezgeniski

“Manaós – uma saga de luz e sombra ou A Pequena Abelha e a Árvore Alta” é o espetáculo escolhido pela Trupe Ave Lola para sua estreia em um dos palcos tradicionais de Curitiba, o Guairinha. A curta temporada de quatro dias marca também o início das festividades de dez anos do grupo e o anúncio da programação 2020.

As apresentações acontecem às 20h30 (de 28 a 30 de novembro) e às 19h no dia 1º de dezembro. Como parte das comemorações, o espetáculo também está com uma promoção especial: quem comprar dois ingressos diretamente na bilheteria do Teatro Guaíra paga apenas R$ 25 cada. Neste combo, o ingresso sai mais barato do que a meia-entrada. O preço individual para as compras pela internet, no site Ticket Fácil, é de R$60 (inteira) e R$30 (meia entrada).

“Manaós”, que tem trilha sonora ao vivo executada pelos músicos Breno Monte Serrat e Arthur de Lima Jaime, sob direção do músico francês Jean Jacques Lemêtre, artista do Theatre Du Soleil, conta uma história do Brasil pouco conhecida dos brasileiros, ambientada na época áurea do ciclo da borracha, na Manaus de 1911. Três mulheres de povos distintos, trazidas pelo destino, encontram-se e são desafiadas a enfrentar os medos e as ameaças de uma dura realidade.

Uma das intenções diretas da companhia com essa temporada “fora de casa”, já que tem uma sede própria para suas apresentações, é levantar fundos para ampliar a temporada europeia que fará em 2020. A Dinamarca receberá a trupe em setembro do próximo ano e a ideia é aproveitar e dar uma esticada até outros países europeus. As mulheres que estão à frente da Ave Lola pensam, também, nos reflexos importantes que o passo pode proporcionar a todos que constroem as artes cênicas em Curitiba e no Paraná. “É um internacionalizar para todos. Queremos ampliar relações com outros países, abrir portas para parcerias, apoios, financiamentos, algo que será benéfico para todos”, pontua Ana Rosa Tezza, diretora fundadora da companhia. “A intenção é colocar Curitiba no mapa das companhias internacionais e fomentar essas relações e parcerias”, completa.

Outro objetivo da trupe ao se apresentar no Guairinha é ampliar seu público e apresentar suas linhas de pesquisa e trabalho em novos cenários, chegando a pessoas que não tiveram ainda, por alguma razão, a chance de saber da existência da companhia. “Somos mais habituados a ir a lugares onde o teatro não chega, a levar pessoas não acostumadas ao teatro. Mas, queremos também que os curitibanos que gostam, que são acostumados a consumir teatro, arte e cultura nos espaços mais tradicionais conheçam o trabalho que estamos desenvolvendo. Queremos que o público saiba que ele é importante”, explica Ana Rosa que, além de ter recebido inúmeros prêmios na área do teatro, é figura importante da cidade de Curitiba pelo significante trabalho empreendedor na área da Cultura. Como reconhecimento, Ana foi eleita a Mulher do Ano pelo Prêmio Personalidades TOPVIEW 2018 – Grupo RIC.

A classificação indicativa é 12 anos. O Guairinha (Auditório Salvador de Ferrante) fica no Centro Cultural Teatro Guaíra, localizado na Rua Conselheiro Laurindo, s/nº – Centro (em frente à Praça Santos Andrade).

Sobre o Ave Lola
Em sua sede, localizada no centro de Curitiba, a Ave Lola possui uma sala de teatro onde realiza temporadas de suas produções, exposições, oficinas e recebe companhias do Brasil e do mundo que dialogam com sua linguagem. Ao longo dessa primeira década, a Trupe se tornou rapidamente conhecida e reconhecida pelos seus trabalhos e ações de inclusão desenvolvidos. Nos últimos nove anos foram montados quatro espetáculos – O Malefício da Mariposa (2012), Tchekhov (2013), Nuon (2016) e A pequena abelha e a árvore alta (2019), que chegaram a aproximadamente 45 mil pessoas em apresentações nacionais e internacionais e tiveram o reconhecimento da crítica especializada. Todas as peças foram premiadas em diversas categorias do Prêmio Gralha Azul, a maior premiação teatral do Paraná.

Além disso, a Ave Lola realizou os projetos: “Ave Lola Rumo ao Rio Negro” vencedor do prêmio Myriam Muniz da Funarte, e o “Brasil Fronteiras do Norte” patrocinado pela Petrobras, ambos executados em 2015. Por meio destes projetos, a trupe conseguiu levar o teatro para as comunidades ribeirinhas da região norte do país, percorrendo em apenas três meses aproximadamente 7.000 km entre sete cidades, abrangendo mais de 20 comunidades ribeirinhas.

SERVIÇO: Espetáculo: Manaós – uma saga de luz e sombra OU A Pequena Abelha e a Árvore Alta
Data: 28 de novembro a 1º de dezembro
Horário: 20h30 (28 a 30 de novembro) e 19h (1º de dezembro)
Local: Guairinha (Auditório Salvador de Ferrante) – Centro Cultural Teatro Guaíra | Rua Conselheiro Laurindo, s/nº – Centro
Ingressos: R$ 60 (inteira) | R$ 30 (meia-entrada) – à venda no site Ticket Fácil e na bilheteria do Teatro Guaíra – na compra de dois ingressos diretamente na bilheteria, cada um sai por R$ 25
Classificação Indicativa: 12 anos