Shows no Teatro Paiol homenageiam o choro e seus principais compositores

/, Eventos Culturais, Música/Shows no Teatro Paiol homenageiam o choro e seus principais compositores

Os shows são idealizados pelo músico bandolinista Daniel Migliavacca e terão a presença de convidados

O músico bandolinista Daniel Migliavacca é o idealizador da série de shows que homenageiam o choro. Foto: Divulgação

O Teatro Paiol será palco de uma série de shows dedicados à história do choro e seus principais compositores. Serão seis apresentações entre julho a dezembro, promovidas pelo o músico bandolinista Daniel Migliavacca.

Considerada a primeira música urbana tipicamente brasileira, o choro é um dos gêneros da música popular brasileira de maior prestígio no exterior, porém, pouca gente conhece a sua história e sua importância no Brasil.  Além de apreciar obras de compositores fundamentais desse gênero musical e para a música brasileira, o público curitibano poderá acompanhar encontros inéditos de músicos de destaque no cenário nacional e dedicados a produção e divulgação do choro pelo mundo. Ao todo, serão 14 convidados que participarão dos shows.

Idealizador do projeto, o bandolinista Daniel Migliavacca é um dos jovens representantes do choro e do bandolim no Brasil. Se destaca em diversos projetos como instrumentista, compositor, arranjador e diretor musical. Já conquistou prêmios pelo Brasil como instrumentista e compositor, e possui cinco álbuns próprios, além de inúmeras participações em outras produções.

O projeto acontecerá uma vez por mês e cada edição terá dois shows seguidos, sempre a partir das 20h, com ingressos de R$10 e R$5 (meia-entrada), que podem ser adquiridos no Teatro Paiol, na Capela Santa Maria ou no site do Alô Ingressos (no site é cobrada uma taxa de conveniência).

O Teatro Paiol fica na Praça Guido Viaro, s/nº – Prado Velho. Confira o calendário dos shows:

3 e 4 de julho
Daniel Migliavacca convida Toninho Carrasqueira e Lucas Melo para show dedicado aos Primeiros Chorões
Para abrir o projeto, Daniel Migliavacca recebe o flautista paulista Toninho Carrasqueira e o violonista curitibano Lucas Melo, apresentando um repertório dedicado aos primeiros chorões e grandes responsáveis pela formatação do choro como gênero musical, o que seria concretizado alguns anos depois com Pixinguinha. O trio sem percussão retrata a formação inicial do choro que era tradicionalmente formada por: flauta, violão e cavaquinho.

21 e 22 de agosto
Daniel Migliavacca convida André Ribas para show dedicado à Ernesto Nazareth
Ernesto Nazareth pode ser considerado o pai do piano brasileiro e será interpretado pelo duo inusitado de bandolim e acordeon. Nesta edição, Daniel Migliavacca recebe o acordeonista André Ribas que tem se destacado no cenário da música instrumental e recebido prêmios pelo Brasil afora com o trio de forró Fuá de Latada.

25 e 26 de setembro
Daniel Migliavacca Quarteto convida Rogéria Holtz para show dedicado à Pixinguinha
Pixinguinha foi o maior compositor de choro de todos os tempos e um divisor de águas dentro da música brasileira, inclusive sendo um dos grandes precursores do samba ao lado de Donga e João da Baiana. Para esse concerto, Daniel Migliavacca se apresenta com seu quarteto tendo como convidada especial a cantora Rogéria Holtz. O repertório apresenta além de choros, alguns sambas de Pixinguinha com parceiros, como Vinicius de Moraes.

16 e 17 de outubro
Daniel Migliavacca convida Marcel Powell para show dedicado à Garoto e Waldir Azevedo
Garoto e Waldir foram músicos muito diferentes entre si e ambos deixaram choros que se tornaram clássicos e obrigatórios em qualquer roda de choro. Neste concerto, Daniel Migliavacca e Marcel Powell passeiam por esses clássicos em versões contemporâneas e vigorosas com muitos improvisos característicos do gênero. Vale destacar o “Chorinho do Ahú” que Garoto dedicou ao antigo cassino do Ahú em Curitiba após concerto feito no local.

5 e 6 de novembro
Daniel Migliavacca convida Alessandro Penezzi e Celsinho Silva para show dedicado à Jacob do Bandolim e Luperce Miranda
Jacob do Bandolim e Luperce Miranda foram os maiores nomes do bandolim brasileiro como instrumentistas e compositores. Neste encontro, Daniel Migliavacca recebe o virtuoso violonista paulista Alessandro Penezzi e o pandeirista carioca Celsinho Silva, filho de Jorginho do Pandeiro, para celebrar a obra desses dois gênios brasileiros mostrando a diferença de estilos entre eles através um repertório ao mesmo tempo sentimental e virtuosístico.

3 e 4 de dezembro
Daniel Migliavacca convida Sérgio Albach, João Egashira, Julião Boêmio e Ricardo Salmazo para show dedicado ao Choro Curitibano
Para fechar o projeto, este concerto é dedicado aos compositores curitibanos que se dedicaram e se dedicam ao Choro, mantendo viva essa tradição brasileira em Curitiba e pelo Brasil. Os convidados dessa edição são os destacados instrumentistas: Sérgio Albach (clarinete), João Egashira (violão), Julião Boêmio (cavaquinho) e Ricardo Salmazo (percussão).

 

 

 

2019-07-11T10:30:16-03:00 08 julho - 2019 |0 Comentários

Deixe uma resposta