Peça une livro de George Orwell e cachorros beagles para criticar o autoritarismo

/, Eventos Culturais, Teatro e Circo/Peça une livro de George Orwell e cachorros beagles para criticar o autoritarismo

A peça “A Revolta dos Beagles” terá duas temporadas no Espaço Fantástico das Artes

Foto: Divulgação

Uma comédia que usa o humor para criticar o poder, os políticos e autoritarismo. Assim é o espetáculo “A Revolta dos Beagles”, que está em cartaz no Espaço Fantástico das Artes. A produção do grupo Atoss Teatral, de Curitiba reúne referências do Teatro do Absurdo, da literatura e do caótico sistema político brasileiro para compor uma divertida ode à liberdade.

A montagem tem direção e texto de Arnon Nogueira. No elenco estão os atores Francine Neves, Andressa Medeiros e Rodrigo Caddah. A companhia já assinou espetáculos de impacto no cenário curitibano, como “A Morte Veste Jeans” (2016). Para criar a sátira, Arnon Nogueira buscou inspiração no clássico livro 1984, de George Orwell, e no episódio conhecido como a Revolta dos Beagles, em 2013, quando cães utilizados como cobaias foram libertados por ativistas no interior de São Paulo. O confuso panorama político brasileiro é outra fonte de inspiração, oferecendo elementos para transformar uma realidade surreal em comédia.

“Nosso panorama político é uma comédia, desde sempre. Quando começamos a pensar e refletir sobre tudo que aconteceu no país, e como foi a relação popular com todos os fatos da história política, é muito cômico. Isto para não dizer tragicômico. Procuramos questionar de forma divertida tudo isso, de forma independente e não partidária. O espetáculo é uma ode à liberdade e um grito contra as ditaduras, todas elas, de todos os nuances ideológicos”, conta o diretor da peça, Arnon Nogueira.

A história da peça começa após uma revolta que leva os cães da raça Beagle a tomarem o poder na fictícia cidade de Beagletiba, subjugando os humanos, começando uma opressora ditadura que controla a vida de todos. Os personagens retratam as pessoas que antigamente desfrutavam dos mais altos cargos e que, agora, destronados de suas posições, conspiram contra os opressores caninos. Os ideais da “revolução” e do bem comum, entretanto, são relegados a um segundo plano, em prol dos interesses pessoais destes revolucionários. É nesse cenário que ficção e realidade se misturam, prometendo risos e reflexões bem atuais.

“Comecei a trabalhar neste texto em 2015. Inicialmente eu queria abordar o relacionamento entre humanos e animais, a partir daquele famoso caso que ficou conhecido como “A Revolta dos Beagles”, diz o diretor da peça. Mas,  o texto original sofreu mudanças ao longo das movimentações políticas dos últimos anos. “Depois das eleições e desta loucura que foi o processo eleitoral de 2018, o espetáculo virou algo mais figurativo em relação aos beagles para expor o absurdo que é a política brasileira”, complementa.

A peça terá duas temporadas: de 12 a 21 de abril e de 3 a 12 de maio. As apresentações acontecem às 22h, nas sextas, 19h e 21h, nos sábados, e às 19h, nos domingos, até o dia 21 de abril. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada), sendo que pessoas que doarem um litro de leite ou um quilo de alimento não perecível também pagam meia-entrada. Exclusivamente nas sessões das sextas-feiras, professores das redes particulares e públicas e estudantes em geral terão entrada gratuita. O Espaço Fantástico das Artes fica na Alameda Princesa Izabel, 465 – São Francisco.

2019-04-18T15:49:09-03:00 18 abril - 2019 |0 Comentários

Deixe uma resposta