Para aproveitar o verão, só com muita água

///Para aproveitar o verão, só com muita água

A falta excessiva de água leva a desidratação, que pode causar desde tontura até convulsões

 

Com as altas temperaturas do verão, o nosso corpo transpira mais, perde líquido e pede mais hidratação. Por isso, beber água deve ser rotina diária tanto no trabalho, quanto nas férias de frente para o mar ou piscina. O nutrólogo Guilherme Moura aponta que as crianças e os idosos são os mais atingidos e precisam de cuidados. “As crianças, geralmente, têm pouca massa corporal, desta forma, a absorção do calor é maior e a perda de líquido ocorre mais rápido. Já os idosos têm menor capacidade de reter líquido e sentem menos sede”, explica. O médico esclarece que esses pacientes mesmo desidratados, muitas vezes, não sentem sede, pois os mecanismos de equilíbrio interno não estão funcionando muito bem.

No caso dos bebês, que são amamentados com leite materno, não é preciso dar água, chá ou suco. O leite materno oferece até os seis meses de vida a quantidade de água suficiente para sua hidratação. As crianças devem beber de meio a um litro de água por dia. Os pais precisam estimular seus filhos a tomarem líquidos, principalmente nos dias quentes e quando a criança estiver com febre.

O médico ainda ressalta que é necessário beber, independente da idade, cerca de dois litros de água ao longo do dia, em intervalos regulares. Quando as temperaturas estiverem mais elevadas e durante a prática de atividades físicas, a quantidade deve ser maior. Recomenda-se ingerir de 250 a 500 ml de água duas horas antes do exercício. Durante a prática, a ingestão deve ser iniciada já nos primeiros 15 minutos e repetida a cada 15 ou 20 minutos. Se a atividade for intensa ou durar mais de uma hora, é aconselhável repor carboidratos e sódio, por meio de isotônicos ou água de coco.

Para saber se a quantidade de água ingerida é suficiente, o nutrólogo explica que basta observar se a urina é eliminada em grandes quantidades e tem cor clara. Caso contrário, é preciso beber mais água. A falta excessiva de água leva a desidratação, que causa os seguintes sintomas: boca seca, tontura, cansaço, irritabilidade e diminuição da urina. A pele perde a elasticidade normal e os olhos podem ficar fundos. Uma desidratação grave pode causar aumento da temperatura corporal, taquicardia, queda da pressão arterial, confusão mental e até convulsões.

Para se hidratar, além da água podem ser consumidos: leite, água de coco, isotônicos e sucos. Bebidas alcoólicas ou refrigerantes com cafeína não hidratam. Também é importante vestir roupas leves, frequentar ambientes bem ventilados e, sempre que possível, evitar a exposição ao sol entre 10h e 16h.

2018-12-21T13:09:24+00:00 21 dezembro - 2018 |0 Comments

Deixe uma resposta