O oficina faz parte do projeto Meros do Brasil em Curitiba

Foto: Divulgação

Duas oficinas de produção de amigurumis (bonecos feitos em fio por uma técnica japonesa) de peixes e outras espécies marinhas vai marcar mais uma etapa do projeto Meros do Brasil em Curitiba. Os interessados podem se juntar às turmas nesta sexta-feira ou sábado, 16 e 17 de agosto, no Museu de História Natural Capão da Imbuia.

O evento é gratuito, com material incluso, e são 25 vagas por turma. Na sexta, a oficina é das 14h às 17h, e no sábado, das 9h às 12h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (41) 9926-9854, com a professora Fernanda Groth.

O resultado da produção dos alunos vai ficar em exposição no Museu de História Natural para divulgar o projeto do Instituto Meros do Brasil, que tem patrocínio da Petrobras e acontece em diversas partes do país.

É o segundo ano que Curitiba apoia e sedia a atividade. “Fazemos a nossa parte dentro da educação para a conservação da fauna”, diz. “Com o projeto, conseguimos fazer com que mais e mais pessoas conheçam a causa”, conta a chefe do museu, a bióloga Patrícia Weckerlin.

Espécie ameaçada
O mero é uma espécie de peixe de grande porte, da família da garoupa e do badejo, criticamente ameaçada, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla, em inglês).

A atividade de artesanato está entre as ações do projeto, que inclui, ainda, monitoramento e levantamento de dados, plano de conservação e Educação Ambiental com os mais diversos grupos em todo o país.

O Museu de História Natural Capão da Imbuia fica na Rua Professor Nivaldo Braga, 1.369 – Capão da Imbuia.