Exposição reúne vídeos e peças da antiguidade cristã no Ventura Shopping

Foto: Reprodução/Facebook O Homem do Sudário

Um dos assuntos mais debatidos e pesquisados da história da humanidade é a vida e morte de Jesus Cristo. Seja para os religiosos ou para os cientistas, o tema sempre foi rodeado de muitos mistérios e um dos mais intrigantes é o Santo Sudário, um tecido de linho com manchas de água, sangue e tecido queimado com 4,36 metros de altura e 1,10 metro de largura que, supostamente, teria envolvido o corpo de Jesus Cristo depois que ele foi tirado da cruz. Esse é o tema da mostra internacional “Quem é o homem do Sudário?”, que ocorre pela terceira vez a Curitiba e está aberta ao público no Ventura Shopping até o dia 29 de outubro. A entrada é gratuita.

A exposição é dividida em cinco fases e conta com mais de 30 painéis, que incluem estudos sobre o tecido de diversas áreas da ciência, como os testes do Carbono 14, e o percurso histórico, além de uma escultura em bronze, em tamanho real, feita por Luigi Enzo Mattei a partir do biotipo reconstituído pelos cientistas, e réplicas do Sudário de Turim, em tamanho original de 4,41m x 1,13m, da tumba, dos pregos colocados nas mão e nos pés de Jesus, da coroa de espinhos e também da lança, em tamanho original, que perfurou o coração de Cristo. As moedas, cuja impressão se encontra sobre os olhos do Homem do Sudário, são originais da época da Palestina.

Guardado em cofre na capela real da Catedral de Turim, na Itália, o Santo Sudário é o objeto mais estudado de toda a humanidade. Foram selecionados os melhores profissionais para analisá-lo nas áreas da palinologia, patologia forense, botânica, física, química, numismática, iconografia e tecnologia têxtil, entre outras. As diversas pesquisas científicas realizadas, incluindo os estudos do botânico israelense Avinoam Danin sobre as imagens florais, e do patologista forense Max Frei sobre os pólens, são apresentadas na mostra.

O curador da exposição é o padre Alexandre Paciolli, fundador da Comunidade Olhar Misericordioso, Sacerdote da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

A exposição pode ser visitada de segunda à sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h. O Ventura Shopping fica na Rua Itacolomi, 292 – Portão. Mais informações no site venturashopping.com.br.

Curiosidades do Santo Sudário

  • Em 1389, uma carta ao papa Urbano VI chamou atenção para o tecido. Ele destaca: “As pessoas insistem que se trata do Sudário, mas sei que o linho foi pintado à pena”.
  • O Sudário andava um tanto esquecido até que, em 1898, o fotógrafo italiano Secondo Pia descobriu, mais propriamente no momento em que examinava um negativo de uma foto da relíquia, uma imagem nítida de um homem nu e barbado.
  • O Vaticano mantém uma opinião neutra em relação ao assunto, embora tenha sido o Sudário recentemente venerado pelo papa Francisco.
  • O Santo Sudário exibe a imagem do corpo de um homem nu, de mãos cruzadas e olhos e boca fechadas. O corpo traz marcas de feridas que, segundo especialistas, seriam compatíveis com os flagelos sofridos por Jesus: o açoite com chicote, os pregos nos pulsos e pés, a coroa de espinho e o ferimento de lança no tórax.
  • A imagem vista no Sudário revela cicatrizes nos pulsos, o que bate com a teoria de que as pessoas condenadas à crucificação eram feridas com pregos – e provavelmente pregadas à cruz – nesse ponto. O condenado não poderia ser sustentado pelas palmas das mãos porque elas não aguentariam o peso do corpo pendurado na cruz.
  • Após uma análise minuciosa, um químico norte-americano mostrou que o tecido continha moléculas liberadas pelo organismo em situações de estresse além de líquido pleural. A pleura é uma membrana que recobre o pulmão pelo lado de fora. Esse líquido teria provavelmente jorrado por um ferimento no peito.
  • Um estudo feito com técnicas de relevo fotográfico levou os cientistas a concluírem que o homem do Sudário possuía em torno de 1,80 metro de altura e aproximadamente 37 anos de idade.
  • Segundo o mais recente estudo, publicado por Thomas de Wesselow, sobre o assunto, nenhuma pesquisa até agora foi conclusiva a respeito da autenticidade do pano de linho. A despeito disso, a crença no Sudário, para o autor, foi responsável por transformar o Cristianismo na religião mais popular do mundo, com 2,1 bilhões de seguidores.

SERVIÇO: Exposição “Quem é o homem do Sudário?”
Data: até 29 de outubro
Horário: de segunda à sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h
Local: setores verde e azul do Ventura Shopping – Rua Itacolomi, 292 – Portão
Entrada gratuita