Durante o verão é preciso ter cuidados redobrados para evitar doenças e desidratação nos bichos de estimação


Por Jacqueline Felippetto

Com a proximidade do verão e chegada do calor é muito importante ficar atento ao seu bichinho. Cães e gatos também sofrem com altas temperaturas, por isso é necessário ter cuidado redobrado com eles. A incidência de diversas doenças aumentam também nessa época do ano. As principais são:

  • Se os filhotes não forem vacinados adequadamente, podem contrair a Parvovirose, Cinomose, Leptospirose, Hepatite, Tosse dos Canis, no caso de cães, Rinotraqueíte, Panleucopenia, FAIDS, em gatos, entre outras. Por isso mantenha a vacinação em dia do seu animalzinho, sempre feita por um médico veterinário
  • Doenças de pele, que podem começar como uma dermatite solar nasal até um carcinoma grave. No mercado pet existem diversos protetores solares específicos para os pets
  • Doenças causadas por pulgas, carrapatos e mosquitos aumentam muito com no verão. Além de causar sérios problemas em cães e gatos, também podem ser transmitidas para humanos. É necessário fazer o controle desses parasitas durante o ano inteiro para evitar uma infestação com a chegada do calor
  • Verminoses também são muito comuns, por isso mantenha sempre o vermífugo em dia do seu pet. Geralmente, o vermífugo é administrado a cada 3 ou 4 meses, e sempre conforme o peso do animal

Nessa época ainda é importante deixar água à vontade e sempre fresquinha para o animalzinho não sofrer desidratação. Os filhotes e idosos podem desidratar mais facilmente. Outros cuidados fundamentais quando está muito calor são:

  • Manter o bichinho em local fresco
  • Não deixar o cão ou gatinho dentro do carro
  • Evitar caminhar nas horas mais quentes do dia
  • Manter o local  onde o bichinho fica sempre bem limpo para evitar a presença de moscas e mosquitos
  • Evitar a colocação de roupinhas – deixe o seu bichinho o mais confortável possível

Alguns pets ficam com menos calor quando são tosados, mas é necessário cuidados com algumas raças, pois a pelagem em muitos casos protege o bichinho do calor. Em caso dúvida, converse com um especialista sobre isso, um groomer saberá orientar sobre a tosa adequada para o seu pet.

Então, lembre-se: em épocas de temperaturas estão muito altas devemos cuidar bem dos bichinhos, pois eles sentem bastante as mudanças climáticas. Percebeu que o seu animalzinho fica prostrado, quietinho demais, não ingere muita água ou tem vômito e diarreia, leve-o imediatamente ao médico veterinário!

Espero que tenham gostado das dicas e até a próxima!

 



Jacqueline Felippetto é médica veterinária e atua na área de animais de companhia. Há quase 20 anos, participa de programas de televisão para dar dicas de como cuidar de bichos de estimação, que também são compartilhadas no canal do Youtube, Bichos na TV.