Curso gratuito de defesa pessoal para mulheres abre inscrições para nova turma

/, De Graça, Eventos Gerais/Curso gratuito de defesa pessoal para mulheres abre inscrições para nova turma

O curso é oferecido pela Prefeitura de Curitiba e Casa da Mulher Brasileira

Foto: Pedro Ribas/SMCS

O curso de defesa pessoal para mulheres gratuito oferecido pela Prefeitura de Curitiba e Casa da Mulher Brasileira acaba de abrir inscrições para uma nova turma. As interessadas devem se inscrever pelos telefones (41) 3221-2714 ou 3321-2739. Podem participar mulheres a partir de 18 anos, incluindo mulheres com deficiência e mulheres transgêneros. As aulas acontecem nas terças e quintas-feiras, das 15h às 16h, na Avenida Paraná, 870 – Cabral.

As aulas de pessoal também serão oferecido nas dez regionais da cidade, das 15h às 16h. São 20 vagas e a duração do curso é de um mês. A próxima turma será em setembro e as inscrições podem ser feitas pelos mesmos telefones.

Durante o treinamento, as alunas aprendem noções básicas de defesa, os tipos de violência doméstica previstas na Lei Maria da Penha, os canais de denúncia e os serviços da Prefeitura de Curitiba, como a Casa da Mulher Brasileira e a Pousada de Maria. “Acredito que esse curso é algo muito especial para as mulheres, representa a defesa da mulher. Infelizmente, sofremos com falta de respeito e as aulas vão nos ‘empoderar”, aponta Polyana Miranda Rasoto, aluna da primeira turma do curso.

Neiva de Fatima Dias, deficiente visual que já está participando das aulas, conta que o curso dá mais confiança para as mulheres. “Eu já fui vítima de violência e tenho certeza que a pessoa só fez isso comigo porque sabia da minha cegueira. Se eu tivesse algum tipo de treinamento a pessoa não teria feito o que fez comigo”, conta.

Outra aluna do curso, Suleima Bodziak, também já sofreu violência doméstica e afirma que as aulas são uma forma de garantir mais segurança. “Eu já sofri violência do meu ex-marido, fazer a aula é um meio de me proteger e também poder repassar isso para os meus filhos. Com as aulas a gente se sente mais confiante e capaz de se defender de uma possível agressão”, observa.

 

2019-09-02T11:21:51-03:00 01 setembro - 2019 |0 Comentários

Deixe uma resposta