Confira a programação do Cine Passeio, Cinemateca e Cine Guarani

/, Cinema, Eventos Culturais/Confira a programação do Cine Passeio, Cinemateca e Cine Guarani

Cinemas de rua de Curitiba têm novos filmes em cartaz
neste fim de semana

“Mussum, um filme do Cacildis” é uma das estreias no Cine Passeio. Foto: Reprodução

Os três cinemas de rua da Fundação Cultural de Curitiba estarão abertos no fim de semana da Páscoa. São várias opções de filmes em cartaz. No recém-inaugurado Cine Passeio, a exibição do filme “Elegia de um crime”, no sábado, 20 de abril, às 16h, será seguida de um bate-papo com o diretor Cristiano Burlan.

Confira a programação de cada cinema

Cine Passeio
Rua Riachuelo, 410 – São Francisco
Ingressos: R$ 16 e R$ 8 (meia-entrada). Nas terças e quartas-feiras, o preço é R$ 12 e R$ 6 (meia-entrada)
Fechado às segundas-feiras

  • Sala Luz

Mussum, um filme do Cacildis
(Brasil, 2019, documentário, 1h15min)
A trajetória do músico e comediante Mussum. Primeiro como vocalista do grupo Os Originais do Samba e depois no cinema e na TV como integrante de Os Trapalhões, grupo que revolucionou a forma de fazer humor na teledramaturgia brasileira.
Direção: Susanna Lira
Classificação indicativa: 10 anos
Data e horário: 18 a 24 de abril, às 14h30

Elegia de um crime
(Brasil, 2018, documentário, 1h32min)
Uberlândia, Minas Gerais, 24 de fevereiro de 2011. Isabel Burlan da Silva, mãe do diretor, é assassinada pelo parceiro. “Elegia de um crime” encerra a “Trilogia do luto”, que aborda a trágica história da família. Diante da impunidade, o filme mergulha numa viagem vertiginosa para reconstruir a imagem e a vida de Isabel.
Direção: Cristiano Burlan
Classificação Indicativa: 14 anos
Data: 20 de abril, às 16h
Após a exibição, bate-papo com o diretor Cristiano Burlan

O Anjo
(Argentina, 2018, legendado, drama, 2h)
Buenos Aires, 1971. Carlitos é um jovem que, aos 17 anos, descobre sua vocação – ser ladrão. Quando conhece Ramón em sua nova escola, é imediatamente atraído por ele. Juntos, os dois embarcarão em uma jornada de descobertas, amor e crime, até Carlitos ser finalmente preso. Retrato ficcional do verdadeiro Carlos Robledo Puch, serial killer conhecido como Anjo da Morte e prisioneiro mais antigo da história da Argentina.
Direção: Luis Ortega
Classificação Indicativa: 16 anos
Data e horário: 18 a 24 de abril, às 20h30

O Tradutor
(Cuba/Canadá, leg, 1h47’, drama)
Trabalhando na Universidade de Havana, um professor de literatura russa é obrigado a trabalhar como tradutor para crianças vítimas do desastre nuclear de Chernobyl quando elas são enviadas até Cuba para tratamento médico.
Direção: Rodrigo e Sebastián Barriuso
Classificação indicativa: 14 anos
Data e horário: 18, 19, 21, 23 e 24 de abril, às 16h

Border
(Suécia, 2018, leg, drama, 1h47)
Tina é uma policial que trabalha no aeroporto fiscalizando bagagens e passageiros, com uma espécie de sexto sentido, fazendo com que seja capaz de “ler as pessoas”. Isso sempre representou uma vantagem na sua profissão, mas tudo muda quando ela identifica um criminoso em potencial e não consegue achar provas para justificar sua intuição.
Direção: Ali Abbasi
Classificação indicativa: 16 anos
Data e horário: 18 a 24 de abril, às 18h15

  • Sala Ritz

Suspíria – A Dança do Medo
(EUA, leg, 2018, suspense/terror, 2h32’)
Susie Bannion, jovem bailarina americana, vai para a prestigiada Markos Tanz Company, em Berlim. Ela chega assim que Patricia desaparece misteriosamente. Tendo um progresso extraordinário, com a orientação de Madame Blanc, Susie acaba fazendo amizade com outra dançarina, Sara, que compartilha com ela suspeitas obscuras e ameaçadoras.
Direção: Luca Guadagnino
Classificação indicativa: 16 anos
Data e horário: 18 a 24 de abril, às 20h

Suprema
(Estados Unidos, 2018, legendado, drama, 2h)
A história de Ruth Bader Ginsburg, suas dificuldades e o que ela precisou superar para se tornar a primeira mulher a participar da Suprema Corte dos Estados Unidos.
Direção: Mimi Leder
Classificação: 12 anos
Data e horário: 18 a 24 de abril, às 15h

Chuva é cantoria na aldeia dos mortos
(Brasil/Portugal, 2018, documentário, 1h54min)
Ihjãc é um jovem da etnia Krahô, que mora na aldeia Pedra Branca, em Tocantins. Após a morte do pai, ele recusa-se a se tornar xamã e foge para a cidade. Longe de seu povo e da própria cultura, Ihjãc enfrenta as dificuldades de ser um indígena no Brasil contemporâneo.
Direção: João Salaviza e Renée Nader Messora
Classificação livre
Data e horário: 18 a 24 de abril, às 17h30

Cinemateca de Curitiba
Local: Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco
Ingressos gratuitos
Fechado às segundas-feiras

As Ineses
(Argentina/Brasil, 2019, comédia, 74’)
Carmen e Rosa são amigas, vizinhas e moram lado a lado. Por essas coisas da vida que não se explica, ambas as mulheres possuem o mesmo sobrenome – García – engravidaram na mesma época e dão à luz no mesmo dia e no mesmo hospital da cidade onde moram. A surpresa vem no momento em que os pais recebem seus bebês e percebem que suas filhas parecem terem sido trocadas por engano após o parto.
Direção: Pablo José Meza
Classificação: 10 anos
Data e horário: 18 a 24 de abril, às 16h

Cine Guarani
Local: Portão Cultural – Avenida República Argentina, 3430 – Portão
Ingressos: R$ 12 e R$ 6 (meia-entrada)
Fechado às segundas-feiras

Ama-San
(Portugal/Japão, 2019, documentário, 112’)
O documentário mostra a vida de mulheres que trabalham arriscando as suas próprias vidas. Elas mergulham enquanto a luz do meio-dia se infiltra pelos mares do Japão. Ao encher os pulmões de ar, elas se aventuram no fundo do mar em busca de ostras, algas e pérolas. Uma tarefa que acontece no Japão há mais de 2000 anos.
Direção: Claudia Varejão
Classificação: livre
Data e horário: 18 a 24 de abril, às 16h e 19h (exceto dia 20 às 16h e dia 24 às 19h)

 

2019-04-22T17:57:28-03:00 18 abril - 2019 |0 Comentários

Deixe uma resposta