Cinemateca exibe mostra de filmes de diretoras espanholas

/, De Graça, Eventos Culturais/Cinemateca exibe mostra de filmes de diretoras espanholas

A mostra apresenta filmes espanhóis recentes que incluem três longas-metragens e uma série de curtas

Con el viento, da diretora Meritxell Colell, é um dos filmes exibidos na mostra. Foto: Reprodução

Um ciclo de cinema dedicado à cultura feminina entra em cartaz na Cinemateca de Curitiba a partir desta quinta-feira, 2 de maio. No programa, obras primas de diretoras espanholas que decidiram enfrentar as críticas e pensar a natureza humana na contemporaneidade. A mostra segue até domingo, 5 de maio, sempre com sessões às 19h. A entrada é gratuita.

Promovido pelo Instituto Cervantes desde 2010, o ciclo Espaço Feminino reúne produções dirigidas por mulheres com temas que exprimem suas preocupações. São filmes recentes que incluem três longas-metragens e uma série de curtas.

O longa Con el viento, da diretora Meritxell Colell, aclamado em diversos festivais internacionais, abre a programação. O filme convoca o reencontro familiar e as relações entre as diferentes mulheres de uma família, a partir do retorno de Mônica, uma bailarina de 47 anos que volta ao local onde nasceu após 20 anos de ausência.

O reencontro também é tema do filme Los amores cobardes, exibido na sexta- feira. Dirigido por Carmen Blanco, o filme retrata a volta de uma jovem forte e independente à sua cidade natal, onde se depara com fantasmas de uma amizade quebrada e as confusas relações de um amor juvenil.

Já o documentário A palabra xusta é uma homenagem a Antía Cal Vázquez, pedagoga e educadora galega, que realizou um trabalho pioneiro de estudo e formação de crianças em seus primeiros anos escolares. A palavra justa era o nome de um jogo que ela inventou em que ao final de cada aula, os alunos deveriam resumir o que aprenderam em apenas uma palavra.

Curtas-metragens
No domingo, 5 de maio, o Curtas em Feminino, um programa anual itinerante formado por curtas-metragem dirigidos por cineastas espanholas, encerra a mostra. A seleção inclui seis filmes produzidos entre 2014 e 2018 em diferentes locais da Espanha, que constituem um panorama significativo de como as cineastas abordam todo tipo de temas e propostas narrativas em seus trajetos, consolidando seus universos estéticos.

A Cinemateca de Curitiba fica na Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco. Mais informações pelo telefone (41) 3321-3252.

Confira a programação completa da Mostra Espaço Feminino
Todos os filmes serão exibidos às 19h

02 de maio – COM O VENTO (Con el viento, Espanha, 2017, 108’, Livre)
Mônica é uma bailarina e coreógrafa de 47 anos que vive em Buenos Aires, mas uma chamada de sua irmã dizendo que seu pai está muito grave a incentiva a voltar para o local onde nasceu, após 20 anos. Com a morte do pai, Mônica permanece no povoado para ajudar a mãe. São quase duas desconhecidas que terão que aprender a se conhecer e conviver.
Direção: Meritxell Colell

03 de maio – OS AMORES COVARDES (Los amores cobardes, Espanha, 2018, 93’, 12 anos)
Eva é uma jovem forte e independente que regressa à sua cidade natal para passar as férias de verão. Ali a esperam sua mãe e Gema, sua incondicional amiga. O que Eva não espera é se encontrar com Rubén, quem costumava ser seu melhor amigo até que em um dia o garoto decidiu cortar o contato inesperadamente. Sem explicações nem despedidas.
Direção: Carmen Blanco

04 de maio – A PALAVRA JUSTA (A palabra xusta, Espanha, 2018, 108’, Livre)
Uma professora e pedagoga de 92 anos regressa a uma casa parada no tempo. Ali Antía Cal Vázquez “Tita” inicia uma conversa com suas lembranças, as imagens de uma vida capturada em velhas fotografias, a paisagem da montanha que rodeia a casa e a memória do amor de sua vida, Antonio Beiras.
Direção: Miguel Piñeiro

05 de maio – CURTAS EM FEMININO (Cortos en feminino)
EINSTEIN-ROSEN (Espanha, 2016, 9’, livre)

Verão de 82. Teo está seguro que encontrou um buraco de minhoca. Seu irmão Óscar não acredita. Pelo menos de
momento.
Direção: Olga Osorio

LUCRECIA (Espanha, 2018, 13’, livre)
Lucrecia narra a história de uma atriz próxima aos 50 anos que tem dificuldade de sobreviver com sua profissão, já que cada vez diminuem as ofertas de papéis para mulheres de sua idade. Esta situação faz com que ela se torne uma mulher anônima, como qualquer outra, que busca desesperadamente qualquer tipo de trabalho que lhe sirva para pagar as despesas básicas de luz, água e comida.
Direção: Eva Marín

CAMINHO DE ÁGUA PARA UM PEIXE (Espanha, 2016, 8’, livre)
É de noite quando Óscar vê de sua janela… Um peixinho colorido pulando em uma poça de lama! Dois gatos espreitam no escuro. Óscar ajudará o peixe em uma desenfreada aventura por uma América Latina noturna, com a escassez de água como cortina de fundo.
Direção: Mercedes Marros

CONSERVAS (Espanha, 2017, 15’, livre)
“Conservas” narra a situação de Paula, uma moça inquieta que quer propor uma relação aberta a Guille, seu namorado. Mas, pelo caminho, o ciúme, as dúvidas e o desejo por outa pessoa tornarão mais difícil esta tarefa.
Direção: Mireia Pozo

UMA VEZ (Espanha, 2015, 14’, livre)
Um dia como qualquer outro, Chila Huerta acordou seus três filhos e deixou a casa na qual vivia com seu marido. Ninguém na cidade entendia como tinha sido capaz de abandona-lo. Um homem que nos seus puros olhos tinha a bondade refletida
Direção: Sonia Madrid y Maria Guerra

CAFÉ PARA LEVAR (Espanha, 2014, 13’, livre)
Alicia segue atarefada, finalizando os preparativos de seu casamento, e decide entrar no primeiro café que encontra e pedir um café para levar. Casualidade do destino ali se encontra inesperadamente com Javi.
Direção: Patricia Font

 

2019-05-02T11:58:18-03:00 02 maio - 2019 |0 Comentários

Deixe uma resposta