Cinemateca exibe filmes inéditos de João Batista Groff

/, De Graça, Eventos Culturais/Cinemateca exibe filmes inéditos de João Batista Groff

Os filmes foram encontrados danificados arquivos da Fundação Weiss Scarpa e passaram por um processo de recuperação

Foto: Divulgação

Dois curtas-metragens inéditos de João Batista Groff serão exibidos em uma sessão especial nesta quinta-feira, 9 de maio, às 19h, na Cinemateca de Curitiba. O evento contará com a presença da jornalista Danielle Mei, que falará sobre o processo de recuperação dos filmes.

As películas foram encontradas nos arquivos da Fundação Weiss Scarpa no ano passado, durante pesquisa feita pelos jornalistas Danielle Mei e José Pires para elaboração do livro “Fundação Weiss Scarpa: Uma trajetória voltada à emancipação social em Pinhais, Paraná”, lançado em comemoração dos 30 anos da Fundação.

Em contato com a equipe da Cinemateca, responsável pelo acervo, foi identificada a autoria das películas e repassadas as orientações para a recuperação do material que encontrava-se danificado pela ação do tempo. A Fundação então realizou a telecinagem dos documentários para serem disponibilizados para exibição e depositou as películas originais ao acervo da Cinemateca de Curitiba.

Os dois documentários, que foram transferidos para o acervo da Cinemateca, estão no formato original, sem edições, e são compostos por imagens e intertítulos em preto e branco e silenciosos. Um dos filmes apresenta o cotidiano dos trabalhadores da Cerâmica Weiss, que funcionou no município de Pinhais entre os anos de 1920 e 1960. Outro vídeo mostra a visita de uma comitiva à propriedade de Guilherme Weiss, importante industrial que tinha forte atuação na região onde atualmente é Pinhais. Entre as autoridades que integravam a comitiva estavam o então prefeito de Curitiba, Lothário Meissner e o governador do Paraná, Manoel Ribas.

Pioneiro
João Baptista Groff (1897-1970) foi um importante cineasta na história do cinema no Paraná. Tem notoriedade por filmar cenas do cotidiano paranaense ainda na primeira metade do século 20. Ele foi o autor de “Pátria Redimida”, um trabalho encomendado por Getúlio Vargas, que também encontra-se no acervo da Cinemateca. A sala de exibição da Cinemateca foi batizada de Sala Groff em sua homenagem.

A exibição tem entrada gratuita. A Cinemateca de Curitiba fica na Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco.

 

2019-05-09T11:57:27-03:00 08 maio - 2019 |0 Comentários

Deixe uma resposta