Cineclube Solax aborda questões raciais em maio

/, De Graça, Eventos Culturais/Cineclube Solax aborda questões raciais em maio

Os encontros são gratuitos e acontecem todas as quartas-feiras

“Filhas do Pó”, da cineasta Julie Dash. Foto: Reprodução

 

Em maio, o Cineclube Solax, promovido pelo Sesi Cultura Paraná, apresenta filmes de cineastas americanas que abordam temas ligados a questões raciais. Os encontros são gratuitos e seguidos de debate. As sessões acontecem nas quartas-feiras, sempre às 18h30, no Centro Cultural Sesi Heitor Stockler de França. O endereço é Avenida Marechal Floriano Peixoto, 458 – Centro. Confira a programação

15 de maio
Cineasta: Dee Rees (EUA)
Formada pela Universidade de Nova York, a diretora e roteirista estadunidense Dee Rees vem se destacando nas principais premiações de cinema do mundo. Negra e lésbica, a cineasta não deixa de abordar raça, gênero e classe em suas obras. Em 2018, tornou-se a primeira mulher negra da história do Oscar a concorrer na categoria de Melhor Roteiro Adaptado com o filme Mudbound – Lágrimas sobre o Mississippi (2017).
Classificação: 16 anos

22 de maio
Cineasta: Cheryl Dunye (EUA)
Nascida na Libéria e criada nos Estados Unidos, Cheryl Dunye é roteirista e diretora de cinema. Seus filmes tematizam questões raciais, de gênero e sexualidade, principalmente ligadas às lesbianidades negras. É uma das poucas cineastas mulheres reconhecidas como parte do movimento New Queer Cinema.
Classificação: 16 anos

29 de maio
Cineasta: Julie Dash (EUA)
Diretora estadunidense ligada ao movimento Rebelião de L.A., formado por uma geração de jovens estudantes afro-americanos do curso de Cinema da UCLA Film School. Seu longa-metragem de estreia, Filhas do Pó (1991), foi o primeiro filme dirigido por uma mulher negra a ser distribuído comercialmente nos Estados Unidos.
Classificação: 16 anos

2019-05-27T09:41:14-03:00 27 maio - 2019 |0 Comentários

Deixe uma resposta