A mostra NAVE tem o objetivo de abrir espaço para uma programação regular de cinema infantil

Sobre Rodas é um dos filmes que será exibido. Ele conta a história de Lucas, que volta à escola depois de um acidente que o deixou sem movimento nas pernas. Foto: Divulgação

Entre setembro e dezembro, o Cine Passeio receberá a mostra NAVE, que apresentará seis longa-metragens voltados às crianças e acompanhados de atividades educativas, que buscam criar um público infantil assíduo no cinema.

O nome da mostra faz alusão a uma viagem cultural e pelo imaginário, onde tudo é possível e as crianças podem assumir diferentes personagens, entrar em suas histórias e viver uma total imersão no universo do cinema. Nas exibições, elas receberão um “passaporte” com informações sobre os filmes, onde poderão colecionar carimbos das “viagens”, ou seja, dos filmes que assistirem. Também haverá um bate-papo com os pequenos sobre os filmes.

“Nós queremos estimular o interesse e a criação de vínculo das crianças e seus familiares com a arte e os espaços públicos de convivência da cidade. Queremos, por meio dessas histórias contadas, promover o encontro entre pessoas e traduzir a multiplicidade cultural do Brasil e do mundo”, diz a produtora cultural Flavia Milbratz, organizadora do projeto junto com Ana Hupfer, ambas da Gloriosa Produção Cultural.

A NAVE também contará com uma oficina de curta-metragem. A ideia é que os participantes, a partir da brincadeira, tenham acesso a um novo conhecimento: a linguagem audiovisual. Ao final das aulas, os alunos terão um filme próprio produzido, que será exibido na telona. “A arte é uma das ferramentas mais potentes para a escuta e percepção das diferenças e das conexões, pois traz o desafio do encontro e do olhar para o outro. Buscamos com a NAVE essa presença plena e compartilhada, que possa ativar outras maneiras de olhar, de representar e de ler o mundo”, aponta Ana Hupfer. Mais detalhes das inscrições e programação das oficinas serão divulgados pela organização em breve.

Programação de filmes
Entre os títulos reunidos na mostra, estão produções brasileiras lançadas neste ano, como os filmes “Sobre Rodas” e as animações “Tito e os Pássaros” e “Miúda e o Guarda-Chuva”. Completam o roteiro o longa-metragem francês “Minha Vida de Abobrinha”, o espanhol “A Tropa de Trapo na Selva do Arco-Íris” e a obra “Os Comedores de Meia”, parceria internacional entre República Tcheca, Eslováquia, Croácia.

A curadoria é de Luiza Lins, idealizadora e curadora da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis que completa 18 anos neste ano e segue como um dos principais espaços do audiovisual para crianças no país.

A entrada é gratuita. O Cine Passeio fica na Rua Riachuelo – 410 – Centro.  No caso de escolas da cidade e Região Metropolitana que desejem agendar grupos de alunos para participação das sessões, é necessário entrar em contato pelo e-mail gloriosacultural@gmail.com.

A mostra se divide em seis diferentes etapas até o final do ano. Confira abaixo a programação:

Etapa 1 – 10, 11 e 12 setembro
Tito e os Pássaros (Brasil, 2019, 73’)
Um menino e seus dois amigos partem para encontrar a pesquisa perdida do seu pai sobre canções de pássaros, algo que pode salvar seu mundo de uma epidemia na qual o medo adoece as pessoas.
Horário: 10h e às 14h
Indicação: livre (principalmente para crianças de +8 anos)

Etapa 2 – 24, 25 e 26 de setembro
Minha vida de abobrinha (França, 2016, 70’)
Ícaro, apelidado de Abobrinha, perde sua mamãe em um acidente e é levado por Raymond, um policial, a um lar para crianças. Lá, ele faz novos amigos, como Simon, Ahmed, Jujube, Alice e Béatrice, que não foram poupados pela vida. Um dia, é a vez de Camille chegar para morar no orfanato.
Horário: 10h e às 14h
Indicação: livre (principalmente para crianças de +8 anos)

Etapa 3 – 1º, 2 e 3 de outubro
Miúda e o guarda-chuva (Brasil, 2019, 74’)
Miúda cuida de sua planta carnívora com muito amor e formigas fresquinhas. Ela deseja apenas que a planta lhe chame pelo seu nome, mas a planta exige cada vez mais formigas. Estas bolam um plano que envolve poesia, guarda-chuvas e uma máquina do tempo. A menina aprende que crescer é fazer escolhas.
Horário: 10h e às 14h
Indicação: livre (principalmente para crianças de +7 anos)

Etapa 4 – 5, 6 e 7 de novembro
A Tropa de Trapo na selva do arco-íris (Brasil/Espanha, 2018, 72’)
Em uma divertida aventura, nossa simpática Tropa de Trapo viaja até a selva do arco-íris para ajudá-lo a recuperar suas cores que, devido à poluição, estão se apagando e perdendo seu brilho original. Isso parece indicar que as cores do planeta podem desaparecer para sempre. A Tropa não pode deixar isso acontecer.
Horário: 10h e às 14h
Indicação: livre (principalmente para crianças de +3 anos)

Etapa 5 – 19, 20 e 21 de novembro
Os comedores de meia (República Tcheca, Eslováquia e Croácia, 2017, 83’)
Os Comedores de Pés de Meia (papa-meia) são pequenas criaturas que vivem entre os humanos e comem meias, porém, com uma única regra: eles só comem uma meia de cada par.
Indicação: livre (principalmente para crianças de +6 anos)

Etapa 6 – 3, 4 e 5 de dezembro
Sobre rodas (Brasil, 2019, 75’)
Conta a história de Lucas, de 13 anos, que volta à escola depois de um acidente que o deixou sem movimento nas pernas. Lá, ele conhece Laís e juntos partem por estradas de terra interioranas – em busca do pai que a menina nunca conheceu. Nesta aventura eles acabam conhecendo um ao outro.
Indicação: livre (principalmente para crianças de +8 anos)

O projeto NAVE é realizado pela Gloriosa Produção Cultural com incentivo do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura (PAIC), da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba