Biblioteca do Museu de Imagem e do Som do Paraná reabre para o público

//Biblioteca do Museu de Imagem e do Som do Paraná reabre para o público

Acervo do museu tem mais de dois mil títulos, entre livros, periódicos, catálogos e boletins

Foto: Kraw Penas/SEEC

No ano em que completa 50 anos de existência, o Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) reabre as portas de sua biblioteca para consulta, pesquisa e visitação pública. Desde que voltou a ocupar sua atual sede, na Rua Barão do Rio Branco, 395, em 2016, é a primeira vez que o acervo de livros, periódicos, catálogos e boletins será disponibilizado ao público, que poderá desfrutar de seus mais de dois mil títulos, que vão do cinema à literatura, passando por fotografia, música e televisão.

Para a diretora do MIS, Cristiane Senn, a abertura da biblioteca é mais um passo importante no processo de aproximação entre a instituição e a comunidade. “Queremos que o museu seja um espaço de convívio, de sociabilidade, onde o público possa ler e pesquisar esse acervo tão diverso, que está à disposição de todos”.

Em um futuro não muito distante, acrescenta Cristiane, a intenção é também disponibilizar aos visitantes a coleção musical do museu, composta por LPs de vinil e CDs. A ideia é instalar na biblioteca aparelhos de som que permitam ao público explorar essa discoteca, fuçando e ouvindo a coleção.

“Acreditamos que essa seja uma forma de incentivar as pessoas a conhecer o museu”, diz Cristiane. “O público traz demandas e, nesse diálogo com os visitantes, teremos a chance de transformar a biblioteca, aos poucos, com o objetivo de atender aos interesses de quem pesquisa”, acrescentou.

Entre as obras que integram o acervo de livros da biblioteca, o historiador e pesquisador José Luiz de Carvalho, funcionário da instituição, afirma que há alguns títulos raros, como Iconografia Paranaense, livro lançado em 1950 pelo professor, pesquisador e bibliófilo Newton Carneiro.

Há também estantes com publicações da Fundação Cultural de Curitiba, da Secretaria de Estado da Cultura e títulos de literatura paranaense. Entre os periódicos, vale destacar exemplares das revistas Leite Quente, publicação da FVV que circulou entre o fim dos anos 1980 e a década de 1990, e Quixote, título editado pela Secretaria da Cultura nos anos 1990.

Carvalho ressalta que, mesmo fechada para visitação, a biblioteca e o acervo do MIS têm sido importantes para estudantes que fazem suas pesquisas de mestrado e doutorado em diversas áreas. “Nossa intenção é que os autores destinem à instituição cópias impressas dessas dissertações e teses, para que possamos colocá-las à disposição de nossos visitantes”.

As consultas, pesquisas e visitações são gratuitas e podem ser feitas das 14h às 17h, de segunda a sexta, e das 10h às 17h nos sábados e domingos. O Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) fica na Rua Barão do Rio Branco, 395 – Centro. Mais informações no site www.mis.pr.gov.br ou pelo telefone (41) 3232-9113.

2019-05-20T09:50:16-03:00 20 maio - 2019 |0 Comentários

Deixe uma resposta